Geral

14/12/2017 as 13:00

Alta hospitalar de Temer é adiada

O presidente também pretendia encontrar-se com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ)

Agência Sputnik
Foto: Beto Barata/PR/Agência Brasil<?php echo $paginatitulo ?>

O presidente Michel Temer (PMDB) não irá deixar o hospital Sírio Libanês, em São Paulo, nesta quinta-feira (14), como previsto inicialmente.
O peemedebista passou por um procedimento cirúrgico de desobstrução da uretra e tem uma "boa recuperação", segundo nota do Palácio do Planalto.

Com o adiamento da alta, a agenda de Temer em Brasília será alterada. Ele iria participar da posse do novo ministro da Secretaria de Governo, Carlos Marun (PMDB-MS), nesta quinta. A posse será adiada.  

O presidente também pretendia encontrar-se com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e com o presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), para discutir a agenda da reforma da Previdência.